sábado, 12 de setembro de 2015

Yamata no Orochi - O Dragão de Oito Cabeças

A “Grande Serpente (Dragão) de Oito Cabeças” Yamata no Orochi, é um poderoso demônio de Ōkami. 

Uma poderosa e gigantesca serpente-dragão de oito cabeças, oito caudas e olhos vermelhos da mitologia japonesa, sendo cada cabeça controladora de uma habilidade específica. Segundo a lenda, seu corpo era longo o suficiente para cobrir oito picos e oito vales, e estava coberto de musgo e árvores. Sua barriga gigante estava sempre inflada e manchada de sangue. A criatura anualmente exigia o sacrifício de oito virgens.
A lenda de Yamata no Orochi tem versões registradas nos escritos antigos do Kojiki e Nihongi e, em ambas as versões do mito Orochi, a fera é morta pelo deus das tempestades Susanoo. Um dia, uma das oito virgens exigidas era a amada do deus da tempestade, Susanoo ficou tão revoltado que acabou matando o temível dragão, Yamata no Orochi.

Yamata no Orochi” O mito

Há milhares de anos, no Japão, acreditava-se que os deuses, feras e humanos conviviam na mesma terra. Os humanos ofereciam sacrifícios aos deuses em gratidão aos poderes sobrenaturais que os mesmos usavam para ajudá-los, e as feras e monstros não interferiam muito com os humanos.
No entanto, este equilíbrio era prejudicado quando Izanagi, o primeiro rei dos deuses entrava em conflito contra sua mulher, Izanami, pelos seus filhos. A guerra criava, consequentemente, seres malignos, os Onis (ogros), como soldados, assim como dragões, que cresciam das plantas que bebiam o sangue dos deuses.
Obviamente, nem todas essas novas feras eram más, mas o mal espreitava o coração dos deuses durante a guerra (sendo expostos às emanações do inferno), então, os dragões que nasceram deste sangue tornaram-se maus. Yamata No Orochi, ou, a “Grande Serpente (Dragão) de Oito Cabeças”, foi uma destas criaturas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário