sábado, 12 de setembro de 2015

Susanoo e a Princesa Kushinada


A terra de Izumo foi agraciada com a presença da bela princesa conhecida como Kushinada. Pouco tempo depois que Kushinada completou 16 anos, Orochi, a fera, amaldiçoou Izumo com a sua presença, e ordenou que fosse feito o sacrifício de oito donzelas, a cada lua cheia, para satisfazer a sua fome. Se falhassem em cumprir o sacrifício, Orochi ameaçava destruir toda a terra.
Os anos passavam, enquanto as donzelas sumiam dos campos; até que só restou a princesa Kushinada a ser sacrificada para que o povo de Izumo fosse poupado. Nesta mesma época, após a expulsão do Céu, Susano no Mikoto apareceu por aquelas terras. E, encontrou chorando muito, um casal de velhos que contou-lhe a triste história de suas filhas. Ao ver a bela Princesa Kushinada aos prantos em sua janela, ele prometeu então ao seu velho pai que daria um fim a serpente Orochi, com a condição de que pudesse tomar a mão da princesa em casamento.
Na noite do sacrifício da donzela, foram oferecidas ao Orochi oito jarras de sakê. O servo que as trouxe disse ao Orochi que ele deveria entreter-se com o álcool primeiro e então aproveitar a sua tão esperada refeição. A grande serpente-dragão concordou, e mergulhou as oito cabeças nas jarras. Não demorou muito até que se ouvisse a fera roncando em sua bebedeira.
Foi então que o servo mostrou sua verdadeira identidade: o deus do trovão Susanoo no Mikoto. Com sua espada, ele cortou cada cabeça do Orochi. De seu ventre caiu o sagrado orbe da vida, o Magatama, debaixo das escamas da calda do dragão, encontrou a espada sagrada, Kusanagi Tsurugi, e da última cabeça cortada rolou uma lágrima que se tornou o Espelho.


Nenhum comentário:

Postar um comentário